Novas promos 2016 Novembro

Reverb Blog

SOUNDS GOOD TO ME TOO #04

Por You! Me! Dancing! | 1 comments

SOUNDS GOOD TO ME TOO #04

Lucas Camporezzi, mais conhecido como vocalista das bandas João e Os Poetas de Cabelo Solto – que acabou de lançar o primeiro disco – e da Monndo nos cedeu uma breve história de como começou com a música até se formar em Música Popular pela UNICAMP.

“Apontar uma única música que me despertou interesse pra música é uma tarefa um tanto quanto complicada, no entanto me lembro que, em 91 ou 92, ganhei o Dangerous do Michael Jackson, e acho que até hoje eu sei cantar boa parte das músicas desse disco, depois veio a copa de 94 com os 3 tenores, cantava o funiculi funicula no banho a plenos pulmões.”

Podemos dizer que Lucas começou de uma maneira peculiar na música, mas sempre tem o endireitamento, seja de forma boa ou ruim:

“Mas não foram esse os discos que me levaram a estudar música. Até que na adolescência caiu na minha mão o Come On Pilgrim do Pixies e o Mellon Collie And The Infinite Sadness e o Siamese Dream do Smashing Pumpkins, então a coisa mudou de figura, entre ensaios na sala quente do meu amigo, tentava entoar a melodia de “Mayonaise”, que música! Tempos depois, caí no heavy metal, tive minha fase metaleira com muito orgulho, mesmo sendo um cabeça dura radical na época, pois foi ela quem me levou a estudar música com mais afinco. Inicialmente tocava bateria, depois guitarra e finalmente por falta de vocalista na banda fui cantando, cantando e deu no que deu.”

E a melhor parte, que não poderia faltar pra ser apreciada nessa vida de indie rock sofredor que temos, é claro:

“Passada a fase metal, outra grande e atual paixão veio nos anos 2000, o indie rock, com Strokes, Killers, Franz, voltou o Pixies, o Smashing na minha playlist, como muitas bandas que deixei passar da década de 90. O Jazz, inicialmente com Ella Fitzgerald e Chet Baker, a MPB com Tom, Elis, Caymmi, Chico, Caetano, Milton também foram grandes influências pro estudo continuar."

E agora?

"Hoje o que me move principalmente é esse rock alternativo, preocupadamente despreocupado, ouço muito bandas como Arcade Fire, White Lies, The National, Radiohead, PJ Harvey, Foals, Emilie Simon, Gogol Bordello, Girls entre tantos outros, juntos com as outras influências, uma mistura que no fim faz sentido pra mim. Posso circular por outros estilos sem me sentir um estranho no ninho! "

Duas bandas, dois universos...

“Por isso gosto de cantar o indie rock mais direto da Monndo e o rock alternativo com influências da MPB e do Jazz que a João e os Poetas faz, a língua também, uma em inglês, e outra em português, que é uma outra discussão, mas na minha opinião define muito a sonoridade de cada banda também.”

Por You! Me! Dancing! | 1 comments

Olá! Você precisa estar logado para comentar. Clique aqui e faça um cadastro super rápido!

é... pra quem curte...

Você precisa estar logado para comentar.